Por que você não deveria se comparar com outras mulheres

0
0 Flares Twitter 0 Facebook 0 Google+ 0 LinkedIn 0 0 Flares ×

Conhece a velha história de “a grama do vizinho é mais verde do que a minha”? Pois é. Temos essa mania de compararmos nossa vida, objetos e corpos com os outros. É um hábito comum do ser humano que, entre outras coisas, pode ser entendido como uma forma de captar informações. Temos duas maneiras de nos manter informadas: podemos procurar especialistas ou bisbilhotar e analisar a vida alheia. Essa última leva, inevitavelmente, à comparação. As redes sociais também têm muito impacto nesta prática já que cria o ambiente perfeito para se comparar com outras mulheres. Todos os dias somos bombardeadas por imagens de uma vida editada para parecer ‘perfeita’.

A competição feminina já foi incentivada por tempo demais. Cabe a nós, mulheres, quebrarmos esse ciclo e trabalhar, sempre, tanto pela nossa própria autoestima quanto pela das nossas amigas e parentes. Não é tarefa fácil, nós sabemos. Mas de pouquinho em pouquinho podemos ajudar a construir um ambiente seguro e de cooperação mútua. O que acha? Veja abaixo alguns motivos para parar de se comparar com outras mulheres – pra ontem!

Para que se comparar com outras mulheres se você pode se inspirar nelas?

É super ok admirar uma pessoa. Mas isso não significa que temos que ser e agir como ela. Podemos nos inspirar em coisas que ela faça e adotar aquilo para nossa vida também. Por exemplo, se o fato dessa pessoa ser vegana te encanta, procure saber mais sobre o veganismo. Ou se ela pratica exercícios todos os dias, procure um esporte que você ame e comece a se exercitar também. A chave aqui é como você vai encarar o estilo de vida dos outros. 

Você é única 

Pense conosco, se todas as mulheres tivessem exatamente a mesma alimentação, nossos corpos ainda seriam diferentes. Se comprássemos todas as mesmas roupas, ainda as usaríamos de maneiras distintas. Até mesmo irmãos, que compartilham parte do DNA e a criação dos pais são diferentes. Por que desejar ser igual a todo mundo se são as nossas diferenças que nos fazem ser quem somos? 

Você tem uma habilidade especial 

Não importa qual seja, todas temos alguma habilidade especial. Seja ter uma voz maravilhosa ou dar ótimos conselhos, você, com certeza, tem um dom que todos ao seu redor apreciam. 

Queremos propor um desafio. Você vai precisar de um espelho de corpo inteiro, uma caneta e um bloquinho de post its. Reserve um tempo só para você se concentrar no exercício. Fique apenas de lingerie e se olhe no espelho. Mas se olhe mesmo! Observe cada pedacinho do seu próprio corpo e escreva nos post its coisas que você gosta no seu próprio corpo. Pode ser qualquer coisa. Grude os post its no espelho e use-os como lembrete do quão incrível seu corpo. 

O segundo passo do desafio é fazer a mesma coisa focando em pontos da sua personalidade. Reserve um tempo para uma auto reflexão e escreva em um caderno – ou em post its – tudo o que você admira em você mesma. Não se preocupe se demorar para completar os exercícios. Não há pressa nenhuma. O importante é se comprometer com esse olhar para dentro e escrever pelo menos 5 características positivas sobre você mesma. 

A comparação encontra espaço quando nos sentimos infelizes. Por isso, quanto mais nos conhecemos e praticamos o autoamor, menos sentiremos a necessidade de nos compararmos. Caso você perceba que esse hábito está sendo impulsionado por uma pessoa próxima, procure se afastar um pouco. Já se é um perfil de rede social que causa esses pensamentos negativos, apenas pare de segui-lo. Detectar o nos causa mal estar é imprescindível para começarmos a mudar e ser mais felizes.